Leilão da Conab comercializa 72,35% da oferta

  • arroz1Da oferta de 91.724.829 kg de arroz, 66.362.455 kg foram negociados, totalizando 72,35%. A sobra atingiu 27,65% (25.362.374 kg). Os valores totais negociados chegaram a R$ 45.134.410,31, sendo que a variação média entre preços mínimo e máximo foi de 21,72%, com preços médios simples por saca de R$ 34,34 e médio ponderado de R$ 34,01.
  • O total negociado foi inferior ao último leilão realizado em 14 de janeiro, que chegou ao índice de 90%, e, como aquele, não foram negociadas safras mais antigas, como um lote de Pelotas da safra 2006/07 e lotes de Pelotas, São Gabriel, São Borja e Santa Vitória do Palmar da safra 2008/09. Dois lotes da safra 2010/11, oriundos de Santa Vitória do Palmar e Camaquã, também não foram negociados. Outros lotes da mesma safra, provenientes de Dom Pedrito, Pelotas, Rosário do Sul, Santa Vitória do Palmar e Uruguaiana, tiveram vendas parciais.
  • Embora o volume negociado tenha sido menor do que o do último leilão, a variação média entre preços mínimo e máximo foi superior a 21,72%, contra 17,06% do último leilão. Isso aconteceu devido a alguns preços máximos terem alcançado um valor expressivo, destacando-se R$ 37,39, R$ 38,00, R$ 39,75, referentes aos avisos 13, 10 e 12 respectivamente.